Reading Time: 3 minutes

📍 Suécia

Título: A Nossa Casa Está a Arder
Autor: Greta Thunberg
Editora: Presença
Ano de publicação: 2019
Páginas: 286

 

Onde comprar (portes grátis): Wook & Bertrand*

Gostaria de começar por agradecer à Editorial Presença por me enviar um exemplar deste livro e proporcionar uma experiência de leitura tão marcante 💕

Apesar de não os abordar muito nas minhas redes sociais, o ambiente e as alterações climáticas são temas pelos quais sou apaixonada. Inclusivamente, a minha tese de Mestrado terá por base a problemática da poluição, que tem vindo a arrasar o nosso Planeta.

Quando vi que a Presença iria lançar o livro da Greta Thunberg, uma super-miúda, fiquei muito entusiasmada e curiosa. Para quem não conhece, Greta é uma adolescente sueca que criou um movimento pelo Planeta, fazendo “protestos” semanais em frente ao Parlamento sueco. Vendo e seguindo o seu exemplo, outras pessoas foram fazendo o mesmo, um pouco por todo o mundo. Assim, todas as sextas-feiras, pessoas em vários países sentam-se em frente ao Parlamento, num protesto contra a falta de acção contra as alterações climáticas.

Quando a nossa casa está a arder, não nos sentamos para discutir a forma bonita como a vamos reconstruir depois de apagarem o fogo. Se a nossa casa está a arder, corremos para a rua e certificamo-nos de que todos saíram, enquanto chamamos os bombeiros. Isso exige algum grau de pânico.

A Nossa Casa Está a Arder conta-nos a história da família de Greta, maioritariamente contada a partir da perspectiva de Malena, a mãe, apesar de tudo ter sido escrito em conjunto. Ao contrário do que eu esperava, o livro vai muito além dos problemas ambientais, tocando em variadíssimos assuntos desde o feminismo à equidade e justiça ambiental (ou à falta dela). À parte das alterações climáticas, o segundo tema mais enfatizado é a saúde mental. Tanto Greta como a sua irmã, Beata, sofrem de perturbações do espectro autista, o que deu origem às complicadas crises familiares que nos são descritas ao longo da leitura. Devido ao seu distúrbio, Greta tende a ver tudo como preto e branco, poucas vezes admitindo a existência de áreas cinzentas. Assim, segundo Greta, temos uma escolha óbvia a fazer – e em breve – em relação ao nosso futuro: ou escolhemos o Planeta, ou a economia. Ou escolhemos corrigir os nossos erros, ou escolhemos comprometer a vida das gerações futuras. Simples, não é? Então, porque não vemos os problemas serem resolvidos?

Dizem que nada na vida é só preto ou branco.
Mas isso é mentira. Uma mentira muito perigosa.
Ou impedimos um aquecimento de 1,5ºC ou não. (…)
Ou escolhemos continuar a ser uma civilização ou não. (…)
Não há áreas cinzentas no que toca à sobrevivência.

Este é um livro sobre tudo o que temos feito mal, e como precisamos urgentemente de reverter os efeitos causados por essas acções. Mas mais do que qualquer outra coisa, A Nossa Casa Está a Arder é uma chamada de atenção, um alarme, um sinal de que podemos e devemos entrar em pânico. Porque caminhamos para o abismo diariamente, e quem mais sofrerá com a nossa impavidez de hoje serão os nossos filhos e netos amanhã.

Acho importante referir que todo o lucro que este livro der à família Ernman-Thunberg será doado a organizações que se ocupam do ambiente, dos animais, e das crianças doentes. Caso tenham interesse, visitem o Twitter da Greta Thunberg. Deixo também aqui o seu discurso no TedX em Estocolmo:

 

Este é um livro muito impactante, que me deixou zangada, inspirada, orgulhosa, tudo em simultâneo. Considero A Nossa Casa Está a Arder um livro que todos deviam ler, especialmente os cépticos e pessoas que, tal como alguém que todos conhecemos, acreditam que o aquecimento global é invenção dos chineses e que tudo está bem com o nosso ambiente.

 

4/5 estrelas

 

.

*link de afiliado: ao comprarem através deste link, ajudam o blog com uma pequena comissão ♡