Reading Time: 2 minutes

Apesar de dar a entender que seria um dia normal – talvez até melhor do que a média, já que me sentia produtiva por ter gravado alguns vídeos –, a última quarta-feira acabou por se tornar num pesadelo.

Como aluna exemplar que sou, estava a escrever a opinião da minha última leitura durante uma aula, quando me deparo com um fenómeno estranho. Sempre que tentava pré-visualizar o post que escrevia, era redireccionada para uma página que o meu antivírus bloqueava. Achei estranho, por isso acedi à página inicial do meu blog, e aconteceu o mesmo. Paniquei em silêncio, e resolvi pedir a alguém por SMS que tentasse entrar no blog, só para perceber se era do meu computador ou do blog em si. Pois bem, era mesmo do blog: acontece que fui “hackeada”, e presenteada com belos vírus no meu site.

Pus-me logo em acção: consegui fazer download de um backup dos ficheiros e conteúdos do blog, fiz reset a tudo e reinstalei o WordPress. Bem, problema resolvido, não é? Nope, ainda não tinha acabado. Acontece que, após ter apagado tudo e reinstalado o WordPress, não estava a conseguir fazer upload do backup… ou seja, fiquei sem blog. Eventualmente, como já devem ter reparado, consegui finalmente recuperar o conteúdo do blog, embora o site esteja actualmente despido de imagens. Só consegui salvar o texto, o que já é melhor do que nada, mas as imagens terão de ser adicionadas uma a uma – haja paciência! 😫

Em perspectiva, a verdade é que este pesadelo veio relembrar-me do amor que tenho por este cantinho, e até serviu de inspiração. Fiquei cheia de vontade de voltar a escrever com mais regularidade (sei que tenho negligenciado a parte Portuguesa do blog), e de “reinventar” o The Bookish Deer, por assim dizer. Não sei exactamente o que vem por aí, mas sinto necessidade de voltar a isto e de criar coisas novas. E, claro, conto com vocês desse lado 😊

Posto isto, prometo que o próximo post será mais positivo e terá menos desgraças 😄

Obrigada por visitarem o blog, até breve! ♡